Os segredos da ginástica mental

Meditação

Entenda a importância de exercitar a sua mente para que a sua vida ganhe condições positivas e as suas metas se realizem.

A ginástica mental é um processo, muitas vezes, intelectual e inconsciente. Portanto, nós não o percebemos acontecendo.

Quando vamos na academia, por exemplo, queremos emagrecer, ficar mais forte, cuidar da saúde. Ou seja, existem vários motivos que nos motivam a praticar exercícios.

Normalmente, nos primeiros dias vamos até a academia cheios de empolgação e animação. Afinal, estamos fazendo algo novo e é sempre muito gostoso. No entanto, depois das primeiras aulas, ficamos doloridos e já começamos a considerar parar de ir ou adiar a volta.

Essa sensação de “deixar para depois” ou de desistir logo no começo é normal em outras situações. Especialmente quando estamos aprendendo ou fazendo algo novo. E isso acontece também com o nosso subconsciente.

A nossa mente rejeita o novo

Toda vez que começamos algo novo, o nosso subconsciente arruma uma forma de nos tirar daquilo. E isso acontece porque o papel do subconsciente é “barrar” as informações novas.

Do mesmo jeito que o corpo dói quando começamos a fazer exercícios, o subconsciente também vai “reclamar” quando uma informação nova tenta entrar, até que ele se acostume e aceite essa informação.

E as “dores mentais” aparecem por meio do medo, da procrastinação ou da insegurança.

O que você precisa fazer, portanto, é ensinar o seu subconsciente que é aquilo que você quer. Assim, a partir do momento que essa informação for “aceita” pelo subconsciente, ele vai parar de rejeitá-la.

Para que isso aconteça, você precisa fazer uma espécie de ginástica mental.

É preciso mudar a egrégora em que estamos

Todo esse desconforto acontece porque você está entrando em uma nova egrégora. Como já temos modelos armazenados no nosso subconsciente, temos que alterar esses modelos e para isso é necessário exercitar a mente. Só não sente mais “dor”, seja física ou mental, quem já está fazendo uma atividade há um certo tempo.

E o nosso maior patrimônio é a mente. Portanto, a pior coisa que você pode ter é uma mente atrofiada, ou seja, quando você começa a colocar empecilhos em tudo que vai fazer e acredita que jamais irá conseguir.

Uma pessoa que é bem sucedida, ao contrário, tem a mente extremamente bem exercitada. Ela faz ginástica mental todos os dias, assim como quem é forte vai na academia todos os dias.

Para exercitar, é preciso ter metas

Para manter o foco e exercitar a sua mente, você precisa ter metas.

Quando você afirma que quer ser bem sucedido, que quer realizar uma meta financeira alta, você se dedica àquilo com afinco. Assim, exercita também a sua mente com todo esse afinco.

Da mesma forma como o corpo fica com preguiça de ir pra academia quando está frio, a mente também tenta adiar as coisas. E, se você começa a adiar demais, pode apostar que ela vai começar a atrofiar.

É por isso que as doenças psicossomáticas estão tão frequentes no mundo. Essas são doenças causadas pela psique humana, mas que têm o poder de alterar o nosso estado físico e a nossa saúde como um todo.

Por isso, é tão importante darmos atenção para a nossa mente.

O mecanismo no qual nossa mente opera

Nossa mente recebe, a todo momento, uma energia cósmica, que também pode ser conhecida como Prana, poder do Criador entre outros nomes. Essa energia é invisível e está todo o momento ao redor de nós, sendo absorvida por nosso cérebro.

Mas qual o papel da mente nisso tudo? Simples, ela opera todo esse mecanismo. E esse mecanismo mental é responsável por produzir os resultados que temos em nossa vida.

Dessa forma, uma pessoa que não exercita a mente, perde o controle sobre ela e fica condicionada à mente coletiva da humanidade, com modelos e egrégoras negativas.

E tudo isso acontece sem que a gente perceba. Esse é um processo inconsciente.

O poder de exercitar a mente

É tão importante exercitar a mente quanto o corpo. É essa ginástica mental que te permitirá mudar e ter resultado, seja no âmbito financeiro, do amor, da saúde ou da família.

Quando alguém se dispõe a exercitar a mente junto com o corpo, o seu padrão vibracional energético se torna extremamente favorável. Afinal, você também precisa “alimentar” a mente com coisas boas para que ela fique saudável.

Toda a sua vida, o carro que você dirige, as suas roupas, quanto você tem na conta, a sua saúde, é um reflexo daquilo que existe dentro de você, daquilo que está na sua mente.

Tudo já está registrado dentro de você. São padrões que vão se repetindo e ficando mais fortes até que eles se manifestem do lado de fora, na sua vida.

Do que você tem alimentado na sua mente?

Como superar os reflexos condicionados

A mente opera através de reflexos condicionados, que estão registrados dentro de nós e podem ser ativados por qualquer coisa que aconteça.

A grande questão é que a nossa mente é poderosa e pode mudar esses reflexos. E é você mesmo quem tem o poder de soltar essas amarras e sair desse sistema negativo, estático, que te prende e te impede de realizar os seus sonhos.

Se você quer mudar algo na sua vida, você precisa mudar a sua mente primeiro. No início, provavelmente, não será uma tarefa muito simples. É preciso prática, paciência, foco, rotina e disciplina.

 

3 regras para fazer a ginástica mental

A boa notícia é que existe um atalho para que você chegue neste patamar de ter uma mente favorável e um meio positivo para realizar as suas metas mais facilmente.

Conheça, a seguir, as três regras para fazer a ginástica mental:

1 – Meditar todos os dias

Estamos em constante movimento o todo tempo, por isso, é importante pararmos às vezes.

Nós recomendamos, de preferência, que seja antes de dormir. Assim, você prepara o seu subconsciente para o sono, consegue relaxar e se livrar das energias negativas do dia.

2 – Faça afirmações positivas todos os dias

“Eu atraio dinheiro com facilidade”, “eu me amo e me aceito como sou”. “meu corpo é saudável”.

Estabeleça uma meta e a afirme de forma positiva todos os dias para si mesmo, várias vezes, até que o seu subconsciente aceite aquilo.

3 – Aprenda a ser positivo no negativo

Toda vez que você tem alguma adversidade, a tendência é que a sua mente se volte totalmente para aquilo. Portanto, é muito difícil ser positivo quando as coisas não vão bem.

Mas é sendo positivo que você terá as rédeas da sua própria vida e não deixará o campo inibidor te enfraquecer.

Na maior parte das vezes, o negativo vem justamente para te levantar. Pense nisso toda vez que algum obstáculo aparecer!

A lei da atração existe. Nada é por acaso. Se você está aqui hoje, é porque existe um motivo.

Este é o início para você ingressar nesse caminho do bem e transformar a sua vida!

 

Juliana Niza

Sobre Juliana Niza

Treinada pelo Mestre Jairo por 2 anos, Juliana é CEO da Escola PRM, escritora, empresária, palestrante, mental Coach, PRM Coach e criadora do Programa Mulher Maravilha.

Ver todos os posts
Menu
WhatsApp chat